charge-politica-humor1

Descobri cedo minha vocação para o ensino. Aos dez anos ganhei de presente um time de botão (que guardo até hoje) por ter ajudado um coleguinha – a pedido da mãe dele – a passar em uma prova de matemática.

Não recordo mais quem era, mas o fato é que com a minha ajuda ele passou. E eu ganhei o presente.

Anos mais tarde, quando entrei na faculdade, já no segundo semestre consegui uma bolsa para ser monitor de uma disciplina. Ajudava os alunos com os exercícios, tirava dúvidas e, por algumas vezes, até dei aula nas ausências da professora.

Durante todo o tempo da faculdade dei aulas particulares de física e matemática. Quando, mais tarde fiz outra faculdade, acabei me tornando pupilo de um professor que me convidava para dar aulas por ele em outras faculdades nas quais ele era professor.

Nos últimos quinze anos de trabalho ministro cursos/treinamentos para os colegas.

Apesar de toda essa história de vida relacionada ao ensino, não quis ser professor.

Muito cedo descobri que era a profissão menos valorizada no Brasil e que talvez não tivesse, com ela, o que imaginava para mim.

Sim, falo em termos materiais, pois hoje cada vez mais o mundo da pura satisfação pessoal, o mundo da felicidade fazendo o que se ama, está sendo trocado pelo mundo de uma sociedade injusta, um mundo onde existe uma sociedade altamente desigual para aqueles que prestam o mais valioso serviço: educar.

Deveríamos ter vergonha desse dia, não apenas pela surreal forma como são tratados e considerados por governos e sistema particular, mas porque nos lembra o quanto somos devedores de tantos quantos foram e são aqueles que nos fizeram ser p que somos.

Talvez eu esteja enganado e ainda existam os sonhadores da educação, os que ainda acreditam na pura satisfação do ensinar.

A esses – e que imagino sejam muitos – e aos meus amigos e amigas professores dedico a minha vergonha. A vergonha de ser um cidadão em um país que os considera da forma como considera.

http://www.escosteguy.net/wp-content/uploads/2015/11/Dia-do-professor.jpghttp://www.escosteguy.net/wp-content/uploads/2015/11/Dia-do-professor-150x150.jpgLuiz Afonso Alencastre EscosteguyO ChatoDescobri cedo minha vocação para o ensino. Aos dez anos ganhei de presente um time de botão (que guardo até hoje) por ter ajudado um coleguinha - a pedido da mãe dele - a passar em uma prova de matemática. Não recordo mais quem era, mas o fato é que...Antes de falar, pense! Antes de pensar, leia!